quinta-feira, 19 de Abril de 2012

Manuscrito de Florbela Espanca

Páginas do caderno 'Trocando Olhares' (1915-1917), com os poemas A Doida, Poetas e Desafio (fragmento)


terça-feira, 7 de Fevereiro de 2012

Maria Ondina Braga

1932-2003


1949. O Meu Sentir. poesia. edição da autora
1952. Alma e Rimas. poesia. edição da autora
1965. Eu Vim Para Ver a Terra. crónicas. agência-geral do ultramar
1968. A China Fica ao Lado. contos. sociedade de expansão cultural
1969. Estátua de Sal. autobiografia romanceada. sociedade de expansão cultural
1970. Amor e Morte. contos. ática
1973. Os Rostos de Jano. novelas. bertrand
1974. A China Fica ao Lado. 2a edição. contos. bertrand
1975. A Revolta das Palavras. contos. bertrand
1976. A China Fica ao Lado. 3a edição. contos. editores associados
1976. Estátua de Sal. 2a edição. autobiografia romanceada. círculo de leitores
1978. A Personagem. romance. bertrand
1980. Mulheres Escritoras. biografias. bertrand
1980. Estação Morta. contos e novelas. vega
1982. O Homem da Ilha e Outros Contos. contos e novelas. ática
1983. Estátua de Sal. 3a edição. autobiografia romanceada. ulmeiro
1983. A Casa Suspensa. novela. relógio d'água
1984. Angústia em Pequim. crónicas. ulmeiro
1986. Lua de Sangue. novelas. rolim
1988. Angústia em Pequim. 2a edição. crónicas. rolim
1988. Memórias e Mais Dizeres. memória. livro colectivo. biblioteca municipal de braga
1991. Nocturno em Macau. romance. caminho
1992. A Rosa de Jericó. contos. caminho
1994. A Passagem do Cabo. contos. caminho
1995. A Filha do Juramento. contos. caminho
1998. Vidas Vencidas. contos. caminho
2004. O Jantar Chinês e outros contos. contos. caminho


sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

E.M. de Melo e Castro: A Proposição 2.01- Poesia Experimental

1965, editora Ulisseia, colecção Poesia e Ensaio. Capa de Espiga Pinto.


Maria Ondina Braga: Estátua de Sal

Assinado Maria Ondina. 1a edição edição Sociedade de Expansão Cultural, 1969. Capa não creditada.



Eduardo Lourenço: Sentido e Forma da Poesia Neo-Realista

1968, edição Ulisseia, colecção Poesia e Ensaio. Capa de Espiga Pinto.


Casimiro de Brito: Sete Poemas Rebeldes e Carta a Pablo Picasso

1958, colecção Silex. Capa não creditada.



terça-feira, 27 de Dezembro de 2011

Fernando Guimarães: Limites para Uma Árvore

2000, edições Afrontamento, colecção Poesia. Capa de Gil Maia sobre fotografia de João Paulo Sotto Mayor.





Maria Ondina Braga: Estação Morta

1980, edição Vega, colecção O Chão da Palavra. Capa de João de Melo.


Ruy Belo: Aquele Grande Rio Eufrates

1961, edição Ática, colecção Poesia. Capa atribuída a Almada Negreiros.




Assinatura de Algernon Charles Swinburne


terça-feira, 30 de Agosto de 2011

Rui Knopfli: O Escriba Acocorado

1978, Moraes editores, colecção Círculo de Poesia. Capa sobre selo de José Escada.




Assinatura de Maria Ondina Braga








João Borges: As Sombras de um Corpo Só

2011, edição privada do autor. Capa de Graça Martins, desenho interior de João Borges.







Fernando Guimarães: O Anel Débil

1992, edições Afrontamento, colecção Poesia. Capa de Gil Maia sobre fotografia de João Paulo Sotto Mayor.




Mário Cesariny de Vasconcelos: Poesia (1944-1955)

1961, edição Delfos. Capa não creditada, retrato do poeta em hors-texte de João Rodrigues.








Jaime Rocha: Necrophilia

2010, edição Relógio d'Água, colecção Poesia. Capa de Fernando Mateus sobre pintura de Dante Gabriel Rossetti.



Hélia Correia: Contos

2008, edição Relógio d'Água, colecção Contos. Capa sobre fotografia de Graça Sarsfield.




Luísa Dacosta: A Menina Coração de Pássaro

2a edição, Asa, 2002, colecção Obras Completas de Luísa Dacosta. Capa de Armando Alves sobre desenho de Jorge Pinheiro.




João Luís Barreto Guimarães: Este Lado Para Cima

1994, edição Limiar, colecção Os Olhos e a Memória. Capa de Armando Alves.


Carlos de Oliveira: Colheita Perdida

1948, edição do autor. Capa não creditada.




Mário Cesariny de Vasconcelos: Nobilíssima Visão

2a edição, 1976, Guimarães editores, colecção Poesia e Verdade. Capa não creditada.




Maria Regina Louro e Miguel Serras Pereira: Novas Bárbaras

1974, edição dos autores. Capa não creditada.




Assinatura de José Gomes Ferreira




Fernando Guimarães: As Mãos Inteiras

1971, edição Iniciativas editoriais. Capa não creditada.




Aquilino Ribeiro: Os Olhos Deslumbrados

1955, edição Diário de Notícias. Capa de Carlos Botelho.



E.M. de Melo e Castro: Resistência das Palavras

1975, edição Plátano, colecção Sagitário, série Cadernos. Capa de Raúl da Vaza.


domingo, 14 de Agosto de 2011

João Rui de Sousa: A Habitação dos Dias

1962, Guimarães editores, colecção Poesia e Verdade. Capa não creditada.



quarta-feira, 10 de Agosto de 2011

José Saramago: Os Poemas Possíveis

1966, edição Portugália, colecção Poetas de Hoje. Capa de João da Câmara Leme.


Maria Ondina Braga: O Meu Sentir

1949, edição da autora. Capa de Virgílio.




Teresa Balté: Horizontes Portáteis

1977, edição Inova, colecção Coroa da Terra. Capa de Armando Alves, desenho de Jorge Pinheiro.










Rui Lage: Um Arraial Português

2011, edição Ulisseia, colecção Poesia. Capa de Henrique Cayatte.



quinta-feira, 16 de Junho de 2011

Eduardo Guerra Carneiro: Dama de Copas

1981, edição &etc, colecção Subterrâneo Três. Capa e hors-texte de Carlos Ferreiro.

Herberto Helder: O Bebedor Nocturno

1968, edição Portugália, colecção Antologias Universais. Capa não creditada.

Natália Correia: O Homúnculo, Tragédia Jocosa

1965, edição Contraponto. Capa não creditada, ilustrações de Natália Correia.

Agustina Bessa-Luís: Contos Impopulares

3a edição Guimarães, 1969. Capa não creditada.



Virgílio Martinho: A Caça

1974, edição A Regra do Jogo. Capa de João Botelho.



Maria Isabel Barreno: A Dama Verde

1983, edições Rolim. Edição especial. Capa não creditada, hors-texte de Maria Isabel Barreno.











Hélia Correia: O Número dos Vivos

1982, edição Relógio d'Água. Capa de João Carlos Albernaz.